LiveZilla Live Chat Software

Está em... EntradaProjeto EducativoÁrea de Projeto (AP)








 

Área de Projeto

A Área de Projeto (A.P.) é uma “área curricular não disciplinar que visa a conceção, realização e avaliação de projetos, através da articulação de saberes de diversas áreas curriculares, em torno de problemas ou temas de pesquisa ou de intervenção de acordo com as necessidades e os interesses dos alunos”1. Tem como finalidade o desenvolvimento da capacidade de organizar a informação, pesquisar e intervir na resolução de problemas e compreender o mundo atual através do desenvolvimento de projetos que promovam a articulação de saberes de diversas áreas curriculares2. Pretende-se uma A. P. com “um sentido palpável, uma configuração visível e uma finalidade tangível. Deverá resultar do esforço e do investimento a fazer na construção de espaços e  momentos de discussão, negociação, decisão”3 e ação.

 

Considerando o statuo quo da A. P. na Escola Profissional de Torredeita, verifica--se que se tem apostado fortemente na metodologia de projeto. Aliás, a tradição da A.P. nesta escola demonstra que aprender não é um percurso exclusivamente circunscrito aos conhecimentos, uma vez que persiste na promoção de competências transversais num espaço de valorização pessoal, de enriquecimento afetivo, de diálogo e partilha, de assunção de valores e posturas éticas.

Quanto à organização da A. P., perspetiva-se que esta deve ser influenciada pelas experiências, motivações, expetativas, interesses dos alunos e que os conteúdos curriculares devem ser renovadamente discutidos, “no sentido de uma construção social e plurissignificativa”4. Portanto, os temas a desenvolver deverão considerar as necessidades e os interesses dos alunos, ainda que se deva fomentar uma abordagem cada vez mais complexa e profunda.

Por outro lado, a A.P. tem a possibilidade de inovar relativamente às áreas curriculares, introduzindo uma dimensão pragmática às áreas curriculares, insistindo na compensação das lacunas dos alunos e valorizando a “articulação dos saberes escolares e dos saberes sociais, numa perspectiva sistémica de conhecimento, enfoque social, trabalho de campo e na sala, duração, produção, avaliação, dimensão afetiva, implicação”5. Significa isto que os conteúdos curriculares poderão ser explorados na relação com o quotidiano dos alunos, potenciando uma compreensão cognitiva, emocional e relacional dos acontecimentos que os rodeiam.

O Mundo EntreNós pretende ser o mote de 6 diferentes temas, na medida em que reclama ao jovem a urgência de pensar em realidades diferentes e desconhecidas, mas também em cenários familiares, ainda que descentrados, assumindo o ponto de vista dos envolvidos, dos profissionais, recusando o juízo de valor apressado e egocêntrico. Alargando os horizontes do aluno e trazendo à mesa de trabalho várias perspetivas sobre problemáticas e assuntos interessantes à sua pessoa, apela-se também à abordagem intercultural. Finalmente, o projeto tem como finalidade acrescentar uma dimensão valorativa aos temas em questão, dado que todos os grupos destinarão atividades que promovam a intergeracionalidade, a solidariedade, a cidadania, a inclusão e a justiça.

Os temas, todos eles relacionados com a vivência da juventude nas suas diversas esferas, são os seguintes:
- In dependências, incidindo nas dependências (alcoolismo, drogas, medicação), na educação para a saúde, nomeadamente na educação sexual e na violência doméstica e no namoro.
- Aliment’arte, abordando a nutrição, a alimentação no mundo, a gastronomia e os distúrbios alimentares;
- Pôr do som, com o objetivo de criar um grupo musical/coral;
- In Movimento, promovendo a atividade física para todos (atividades intergeracionais), a prática do desporto e estilos de vida saudáveis;
- Multi’ecos, focando o artesanato, a música, o teatro, a literatura, datas festivas, tradições e crenças;
- Projeto Vencer, com a finalidade de criar uma ideia de negócio no âmbito do projeto “Escolas empreendedoras” com o objetivo de promover o empreendedorismo na Região Dão Lafões.

Deverão ser constituídos 5 grupos de alunos dos vários cursos de acordo com a preferência dos alunos. O grupo que participará no Projeto Vencer será constituído pela turma do 2º ano do Curso Profissional de Animador.

Cada grupo será responsável pela dinamização de um tema, propondo e desenvolvendo ao longo do ano subprojetos. Estes pequenos projetos continuarão a incentivar a interrogação, a investigação, a pesquisa, a planificação, a realização e a avaliação em equipas de trabalho que se enriquecem pela colaboração significativa.


 

 

Finalidades


•   Desenvolver nos alunos atitudes de auto-estima, respeito mútuo e regras de convivência que contribuam para a sua educação como cidadãos tolerantes, justos, solidários, autónomos, organizados e civicamente responsáveis;
•    Desenvolver nos alunos capacidades de formulação de juízos para tomadas de decisão e avaliação das consequências dos seus atos;
•    Fomentar o interesse e o gosto pela arte;
•    Promover o empreendedorismo;
•    Provocar a reflexão e o debate de forma a lutar contra a assimilação mais ou menos acrítica dos saberes;
•    Fazer a articulação entre a Escola, o Meio e a Vida.
•    Contribuir para a formação pessoal e social do aluno.

Objetivos:


•    Promover a responsabilização pelas escolhas e comportamentos (empowerment);
•    Propiciar o conflito cognitivo e a descentração;
•    Promover o relacionamento interpessoal e as competências cognitivas, afetivas e sociais a ele inerentes;
•    Promover o auto e heteroconhecimento;
•    Utilizar as diversas expressões artísticas (corporal, musical, dramática e plástica) como meios de expressão e comunicação de sentimentos e ideias;
•    Contribuir para a aceitação positiva e confortável do Eu, nas suas diversas dimensões (sexual, social, física, intelectual e psicológica);
•    Desenvolver a capacidade de tomar decisões e de recusar comportamentos não desejados (assertividade);
•    Promover estilos de vida saudáveis;
•    Complementar a aquisição das competências profissionais obtidas na componente teórica do curso;
•    Desenvolver competências sociais, relacionais e organizacionais;
•    Promover a interculturalidade;
•    Aprender a resolver problemas;
•    Desenvolver as vertentes de pesquisa e de intervenção utilizando as TIC;
•    Desenvolver capacidades de observação e intervenção na realidade social e pessoal;
•    Contribuir para a promoção da qualidade na realização das diversas atividades;
•    Criar hábitos de trabalho individual e em grupo, fomentando a pesquisa e a investigação, perspetivando atitudes de autonomia;
•    Apoiar projetos com características interdisciplinares.

 
1 - Decreto-Lei nº6 / 2001 de 18 de Janeiro
2 - Despacho n.º 19309/2008
3 - Ariana Cosme e Rui Trindade, Área de Projecto – Percursos com sentidos, Edições Asa, Porto 2001.
4 - Pacheco, José Augusto. Área de Projecto e/ou Projecto Tecnológico no Ensino Secundário. Universidade do Minho.
5 - Leite, Malpique & Santos, 1989, p. 57

 

© Escola Profissional de Torredeita. Desenvolvido por: Mixlife